7.1.08

Fim do Cinema do Bom Sucesso parece um filme de suspense
Manuel Vitorino JN 6.01.08

"Suspense. Não é só o título de um excelente filme de Hitchcock. É, também, o ambiente gerado à volta do possível fecho das quatro salas de cinema instaladas no Shopping Cidade do Porto, ao Bom Sucesso, Boavista. A ameaça de encerramento foi conhecida no ano passado e provocou críticas, indignações. Será para cumprir em 2008? "Não sabemos de nada. Aguardamos instruções", adiantou, ao JN, António Costa, da Medeia Filmes. "As negociações continuam", respondeu uma porta-voz da empresa Bonaparte, a entidade gestora da superfície comercial.

Quando a polémica estalou, em finais de 2007, surgiu um abaixo-assinado com gente do cinema e da fotografia (Manoel de Oliveira, Fernando Lopes, George Dussaud), mais políticos de vários quadrantes, arquitectos, jornalistas, professores. Já são 1500 assinaturas. Há um mês, porém, as duas entidades sentaram-se à mesa para negociar e atingir uma "plataforma de entendimento". Um mês depois, existem expectativas, silêncios. "A reunião teve lugar no dia 3 de Dezembro [de 2007] e ficou marcado novo encontro para uma semana depois. Até agora não fomos contactados. Não sabemos as razões deste compasso de espera", lembrou, ao JN, o representante do Porto da Medeia Filmes.

Recusando tornar público o valor das dívidas provocadas pelas rendas em atraso, António Costa anunciou ter apresentado aos advogados do Shopping Cidade do Porto um documento destinado a amortizar a dívida. "Estamos dispostos a entregar uma percentagem sobre a receita da bilheteira. É uma proposta realista. Não temos exploração de bares, não servimos cafés nem bebidas e o nosso tipo de cinema assenta em critérios de qualidade e diversidade cultural e artística".

Quanto à receptividade da sugestão apresentada, o representante da Medeia Filmes evitou entrar em detalhes "Pretendemos pagar a dívida e assumir as nossas responsabilidades. Não queremos ter lucros com a exploração dos cinemas, mas também não podemos continuar a acumular prejuízos", disse.

Como as rendas estão "desajustadas face ao mercado", António Costa considera, no entanto, "fundamental" manter abertos os cinemas projectados pelo arquitecto Manuel Graça Dias e argumenta com o facto de exibirem filmes de grande qualidade e de cinematografias desconhecidas, bem como a promoção de cineastas independentes. "Somos o único cinema e exibir o grande cinema europeu".

Por parte da entidade gestora do Shopping Cidade do Porto, a porta-voz, contactada pelo JN, confirmou o "clima de diálogo" existente entre as partes, mas recusou apontar uma data para o fecho das negociações "Os nossos advogados estão a trabalhar no assunto e queremos resolver rapidamente o dossiê".

Para a próxima semana, a Medeia Filmes programou para exibir, entre outros, "O sonho de Cassandra", de Woody Allen, e "Cristóvão Colombo - o enigma", de Manoel de Oliveira. O suspense continua."

in Jornal de Notícias

1 comentário:

barb michelen disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.